Skip to main content

 

Relação amorosa e união de facto – Prova da existência de uma comunhão plena de vida


May 4, 2021 5:33 pm by Fernando Porta

Após o falecimento do seu companheiro, um homem recorreu a tribunal pedindo para que os herdeiros do mesmo fossem obrigados a indemnizá-lo ou a entregar-lhe a casa daquele, onde residia e tinha os seus pertences, depois do irmão do falecido ter mudado a fechadura da porta e impedido o seu acesso à casa. Dando como provado que o autor e o falecido tinham vivido em união de facto desde março de 2012 e até à morte deste, residindo na mesma morada na qual partilhavam a mesma cama, recebiam amigos, partilhavam refeições e se ajudavam mutuamente em situações de doença, sendo a relação de ambos vista pelos seus amigos como uma relação em tudo semelhante a um casamento. Saber mais aqui…

 

Comments


Write a Reply or Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Back to Top